GRUPO DE LEITURA TERAPÊUTICA

Encontros às terças-feiras, das 20h às 21h30 

Mediação: Valéria Palma*

Desde que as histórias eram  narradas, recontadas e passaram a ser registradas o homem desenvolve sua consciência de “ser-no-mundo”. É na relação que estabelecemos com o tempo, com o outro e com as diferentes facetas de nós mesmos que vamos construindo nossa biografia pessoal.

Tão antigos como as histórias somos nós. Tão antigas como nós são as histórias. Por isso a literatura tem o poder do encantamento e um bom livro torna-se o melhor amigo que nos acolhe, ensina, desperta – nos transforma. No exercício de compreender a complexidade dos personagens “vivendo” na sua pele, à sua margem ou observando-os bem de perto, nos deparamos com a chance de trocar as lentes para descobrir novas dimensões de nós mesmos, do outro e da vida.

O convite deste trabalho é compartilharmos impressões, emoções e afetos sobre as narrativas e personagens de obras literárias que abordam temas universais de perdas e luto. Uma forma criativa de somar novos significados às nossas vivências pessoais e coletivas partindo da literatura, expressão artística que traz a potência do humano como representação infinita da existência.

Sejam bem-vindos!

  • Como é: leitura individual realizada antes dos encontros e partilhada na roda de conversa. Nº de páginas pré-definido em cada encontro. Os próximos títulos serão sugeridos pela mediadora e definidos com o grupo.
  • Quem participa: amantes da literatura; pessoas que estejam vivenciando processos de perdas e/ou luto; pessoas que buscam ampliar a consciência sobre seus processos pessoais, emocionais, espirituais e profissionais; estudantes e profissionais da área da saúde e interessados em geral.
  • Quando acontece: encontros semanais às terças-feiras. Leitura de 1 livro por mês.
  • Custo mensal: R$ 320,00 à vista ou em 2x no cheque
  • Inscrições e informações: (11) 9 9888-5916 WhatsApp, com Valéria Palma

Inscrições até 3 dias úteis antes da primeira terça-feira do mês, mediante depósito.

Obras literárias trabalhadas, entre outras:

  • Lavoura arcaica, de Raduan Nassar. Família, tradição e transgressão.
  • Ana de Amsterdam, de Ana Cássia Rebello. O universo secreto e o inferno íntimo das mulheres.
  • A metamorfose, de Franz Kafka. Como acessar o melhor de nós quando a dor nos faz estranhos a nós mesmos?
  • O estrangeiro, de Albert Camus. Existimos. A que será que se destina? Como viver no absurdo do mundo sem perder o sentido da vida?
  • Miguilim, do livro Manuelzão e Miguilim, de João Guimarães Rosa. Como a criança que fomos registrou a vida e as experiências em família? O que dessa criança determina o que somos hoje e o nosso estar no mundo?

 

*Valéria Palma é terapeuta do luto e jornalista apaixonada por literatura. Atende em consultório, hospitais, instituições de longa permanência para idosos e domicílio. Tem especialização em Tanatologia, ciência que estuda a morte e o morrer a partir de uma abordagem plural e interdisciplinar, e especialização em Teorias e Técnicas para Cuidados Integrativos.